sexta-feira, 11 de julho de 2014

Moreno Babaca - Baoh the Visitor POCKET EDITION

Oi.
E aqui estou eu novamente depois de ter sobrevivido aquela abominação em forma de quadrinho... E falando em abominações, se você viu/leu algum anime/mangá/OVA ruim ou algo do tipo, diga nos comentários e talvez eu vá te odiar para sempre fazer um review dele. Não precisa nem ser ruim, pode ser aquele anime que passava na TV Globinho ou Band Kids e você nunca mais viu, tipo Hamtaro ou Bucky. Só não vale Evangelion... ainda.
E você agora está se perguntando: "Mas Moreno, hoje não é quinta e não passou duas semanas" EU FALEI PARA NUNCA ME INTERROMPER PORRA
...sim, mas devido ao pouco conteúdo desse OVA eu achei que seria justo postar fora do cronograma. Mas não se preocupe, quinta que vem eu tentarei fazer algo justo ao nome "Moreno Babaca".
Agora veja eu analisar o filme que não faz sentido nenhum e consegue ser mais foda do que Gundam Wing,

Senhoras e senhores, Baoh the Visitor.



Antes de mais nada…

A única razão de você provavelmente ter ouvido desse OVA (original video animation, eu não sabia disso até agora) é porque Hirohiko Araki foi quem fez o mangá em que esse filme foi baseado. Sim, o criador de Jojo’s Bizarre Adventure foi quem fez este OVA.


Você sabe que está a presenciar algo FODA.

Que merda é essa?

Uma corporação chamada Doress Laboratory rapta um jovem chamado Hashizawa Ikuro que sobreviveu a um acidente de carro e o usam para um experimento. Professor Kasuminome, o cientista chefe da Doress, injecta Ikuro com um vírus que ele desenvolveu chamado Baoh que deixa o usuário mais poderoso a cada dia. Depois de Ikuro ter escapado, junto com uma garota psíquica chamada Sumire, Kasuminome manda assassinos para eliminar Baoh antes que o vírus se espalhe.

…é só isso?

Bem…é. Quer dizer…é.
O filme tem só uns 48 minutos que é basicamente diálogos explicando a história e as cenas de ação. Se você procurar comentários ou reviews sobre Baoh eles provavelmente vão dizer a mesma coisa, que é tão ruim que chega a ser bom. E eu já digo porque eu discordo.

Então…

Eu gostei. Bastante. A animação é aquele tipo clássico anos 90, que sempre tem aqueles frames escrotaços porque se concentram nas cenas de ação, que são AWESOME. Sério, se você decidir assistir Baoh espere por muitas cabeças explodindo, sangue pra todo o lado, cabelos no ar totalmente fabulosos e praticamente o que você espera do criador de Jojo.
Mas esse quadro se chama Moreno Babaca, não Moreno Fanboy…ainda. A história é bem ruim, parece um filme B dos anos 80 que você acha no sebo. Na história tem personagens psíquicos que nunca tem seus poderes explicados, muito menos como eles os conseguiram. O vírus é outro exemplo. Ele simplesmente é criado por esse professor e nunca é explicado porque ele não pode fazer outro, já que é mostrado no filme que tem mais de um Baoh. Outra coisa que me deixou beem desconfortável com o filme foi a relação de Ikuro com Sumire. Quando um adolescente de 17 anos tem que cuidar de uma menina com apenas 9, você fica com seu alarme ligado e pode até pensar que não é nada, até...bem, assista pra ver o que estou falando.
Sim, o filme tem bastante problemas e já é bem cliché até na época em que foi lançado e é por isso que algumas pessoas dizem que é tão ruim que chega a ser bom. Porque é basicamente o núcleo de todos os filmes de ação da época que está tentando se levar a sério. E é nisso que eu discordo. Eu acho que o Araki não quis fazer nada sério, ele só deve ter assistido "Comando Para Matar" umas 15 vezes e decidiu colocar um maluco azul ao invés do Schwarzenegger, voilá. Ele não quis fazer uma história com regras, poderes e personagens profundos, ele só quer jogar merda no ventilador e ver a ação acontecer. E é glorioso.

Você deveria assistir isso?

Se você sente saudade de assistir Toonami à noite no seu cobertor ou simplesmente quer ver outro trabalho do Hirohiko Araki além de Jojo’s, eu recomendo muito. 

Dou para Baoh The Visitor 5/10.

Adendo: Baoh e Jojo

Hirohiko Araki não se esqueceu de Baoh, que é mostrado como inspiração no personagem Cars, da segunda parte "Battle Tendency" de Jojo. Os dois personagens são rotulados como a "forma de vida suprema", tem lâminas em seus antebraços e usam o mesmo condicionador.

Fabulous!
Outra forma de mídia foi no jogo recente Jojo's Bizarre Adventure All Star Battle onde ele é um personagem disponível como DLC. Eu honestamente não sei se ele é bom, mas não tem como ser mais O.P. do que DIO.

Tá lendo o que Joseph?

É isso. E se você estiver se perguntando porque eu gostei de Baoh e não de Gundam Wing, sendo que os dois tem em comum uma história tosca sem sentido, o motivo é simples. Pelo menos em Baoh eu entendi o motivo dos personagens.
Pelo menos em Baoh eu gostei das cenas de ação e até as cenas de exposição se você quiser acreditar. 
Pelo menos em Baoh NÃO TEM NINGUÉM COM UM NOME ESTÚPIDO E MORAIS AINDA MAIS ESTÚPIDAS... tá bom parei

Nenhum comentário:

Postar um comentário