sexta-feira, 27 de junho de 2014

O que aconteceu com a Turma da Mônica?!?

Meus mais sinceros ois, alôus e oulás para todos os intrépidos leitores dessa joça descomunal. Ou um simples "eai". Chegando nessa sagacidade está mais um Adler noiado, cheio de palavras difíceis e nenhum sentido em suas colocações. Eu só gosto de falar bonito mesmo.

Então, sabem aquelas palavras roxas ali em cima? Não o "Why Not" e nem a data do post, eu quis dizer o título. Pois bem, ele tá indicando que falarei de Turma da Mônica, o que pode parecer animador para alguns, mas na verdade este é um post triste. Triste pois evidenciarei à vocês que "MÔNICA IS DEAD", ou seja, que essa obra já foi pro saco e não tem mais volta.

Ok, esse é o Cascão, mas vocês entenderam


E como em todo documentário post-mortem de pessoas icônicas, nós começamos relembrando o que tal coisa representava para nós em seu auge, e como era viver sob a luz de sua fama.

Pois então. Turma da Mônica, quando viva, era relevante da seguinte forma: Tio Maurício e sua equipe tinham uma ideia maneira, a inseriam na vida imortal e highlander da Mônica's Crew e depois resetavam o jogo para fingir que aquilo nunca aconteceu. E era fácil de aceitar né, éramos crianças imbecis que pouco ligavam para "desenvolvimento de personagens" ou "roteiro que evolui". Queríamos o Cebolinha rei da rua, Capitão Feio derrotado, Bidu e seu talk show, Penadinho e seus trapalhões, Tina e a incansável jornada de Tio Maurício em fazê-la cada vez mais gostosa.

Tudo isso através de gibis e os lendários ALMANAQUES, verdadeiros tesouros compactados com as melhores capas.


Agora, se somente tivéssemos gibis incansáveis, provavelmente teríamos enjoado da Mônica já na sua 30º edição. O lance aqui era a extrapolação da marca. Maçãs da Turma da Mônica, fraldas, roupas, COLÔNIA DO CEBOLINHA (até hoje solto lágrimas secas na cama ao lembrar que nunca mais irei cheirar igual ao meu herói), material escolar. Porra, Tio Maurício foi esperto e criou esse universo de produtos relacionados e que eram anunciados, vejam só, nas revistinhas.

Quer MAIS AINDA?!?!?!

TINHA O PRÓPRIO PARQUE DA TURMA, PUTA QUE PARIU!

Você só pode OLHAR e CHORAR.

A Era de Ouro da Dentuça, assim ficou conhecido o apogeu da Turma e o máximo que eles alcançariam até então. Mas tempo é dinheiro e o Shopping Eldorado exigiu a devolução de seu espaço aonde ficava o 2º melhor parque de São Paulo (só perdia pro do Gugu). Assim acabou o parque e, aparentemente, a magia infantil da Mônica.

Bem, vocês obviamente sabem que eu não manjo NADA de "cronologia de Turma da Mônica". Estou tentando estabelecer um acontecimento aqui para ter sinalizado o fim do sucesso, mas a verdade é que eu nem sei se Turma da Mônica está realmente bem apagada hoje em dia, falando exclusivamente de seus quadrinhos padrões. Uma verdade, no entanto, é que o novo sopro de vida na Maurício de Souza Produções, além de filmes e desenhos que nunca vi muito mas não eram TUDO ISSO, foram as Graphic Novels MSP e a boçota de merda que é Turma da Mônica Jovem.

Duvidam do declínio? Então respondam essa:
CADÊ A PORRA DOS ALFAJORES, MINHA GENTE?

Não falarei da Graphic MSP por aqui (até porque eu quero humilhar e rir dos erros do Maurício, já que é isso que dá IBOPE), mas fica a menção honrosa para Sidney Gusman, coordenador editorial da MSP e responsável por essa iniciativa FANTÁSTICA e completamente dedicada aos fãs antigos e, agora, crescidos, da Turma.

MAS CHEGA DE ENROLAR, BORA METER A LINGUIÇA NESSE NOJO DE TMJ.

Adeeeeeus Tuuuurma Veeeeelha, Feliiiiiiz Tuuuuurma Noooova ♫

JÁ TÁ TUDO ERRADO. Nada, meus amigos, eu digo absolutamente NADA com a temática de "Jovens" dá certo. Tirando Jovens Titãs, que já nasceu com esse nome, logo, ele não estraga ninguém, tudo que tenta dar uma rejuvenescida em seus personagens acaba ficando merda. Rugrats Crescidos (que foi um EPISÓDIO LEGAL, mas uma série bem bosta), Meninas Super Poderosas Geração Z, X-Men Evolution, Homem de Ferro Adolescente, Smallville. E por quê?

Simplesmente porque ADOLESCENTES SÃO UMA MERDA. Eles são essa fase chata que fica entre as crianças incríveis e os adultos fodões. Eles estão aprendendo pra caramba, estão mais rebeldes, estão mais orgulhosos, estão mais cheios de si. Cruzes, eles são tão merdas que me fazem parecer um idoso reclamando. As únicas obras adolescentes que conseguem ficar marcantes são justamente aquelas que tiram sarro de si mesmas, como Seis Dezesseis, Uma Robô Adolescente e por aí vai. Essas sabem o quão ridículo é tentar parecer maneiro nessa idade, e por isso mesmo criam diversas situações para provar isso.


MAAAAS sem mais delongas, vamos analisar os personagens dessa MERDA e compará-los com suas versões originais. Não sobrarão pregas após isso.

Cebolinha (Cebola)


Vamos começar com o meu herói. O meu melhor amigo. O meu camalada.

Cebolinha era essa criança-mito que só podia ser comparada, em níveis de fodacidade, ao Dexter, Arnold Cabeça de Bigorna e Macaulay Culkin. Um verdadeiro rei em forma de garoto, destinado à levar a humanidade para o seu próximo estágio de evolução. Afortunado com uma excelente mente e sapatos, amaldiçoado com um pequeno cacoete linguístico. Enfim, ele era o Goku de seu Universo.

Até ele crescer e virar...



Cebola, o neo-nazi militante playboy que desistiu de virar o presidente da ONU para brincar de cosplay com seus amigos mongóis. Sério, aonde esse cabelo completamente punk NÃO indica que ele quer me bater com uma lâmpada na Paulista?

Quem ele poderia ter virado então, se tudo desse certo?



Obviamente que Cebolinha, se não tivesse mantido seu cabelo raspado e suas tendências coxinhescas de direita, teria sido o líder dos digiescolhidos e, eventualmente, o adolescente mais maneiro since ever. Ainda que ele não tivesse uma Sora, ser o maior herói da Terra estava de bom tamanho.


•••

Mônica


A falsa estrela principal dos quadrinhos, Mônica era a criança mais osso duro do bairro. Vítima dos piores bullyings já feitos, ela se mostrava a menina mais foda da Terra ao superar todos esses xingamentos com porrada devolvida na mesma medida. Uma Zangief Girl. Apesar de ter aspirações babacas e estreitamente clichês (como só gostar de brincar de boneca, falar de novela e ser apaixonada por babacas), isso era apenas um traço infantil e imaturo que, no mundo ideal, teria sido abandonado assim que a adolescência germinasse.

Porém...


Mônica se chafurdou ainda mais na lama da futilidade e virou a maior esnobe já vista. Maria-Chuteira/Violão/Gasolina, Mônica decidiu que era melhor ser rica e fútil do que incrível e única. Assim, virou a Rainha do Baile Miss Simpatia que, secretamente, mantinha um blog aonde falava mal de todos da faculdade. Virou uma Mia Colucci.

Que é justamente o antônimo do que o futuro verdadeiro reservava para ela caso Deus existisse. Nesse caso, ela seria...


Roberta, a "Mulher-Maravilha" do México e símbolo-mor da soberania feminina perante os clichês sexualistas. Anos de bullying na vida de Mônica a teriam moldado para ser uma grande mulher independente, livre e que contraria aos padrões da sociedade.

•••

Cascão


De todos, esse era aquele que mais parecia que culminaria em um péssimo caminho naturalmente, sendo corintiano e odiando o banho. Tudo levava a crer que, aos 15 anos, Cascão seria conhecido como MC Casca, um funkeiro e progenitor que moraria em Heliópolis e teria uma bela carreira...de cocaína em seu bigode.

Mas olha só, o Sistema ganhou mais um servo e ele virou...



A sujeira deu lugar ao luxo, e Cascão virou atorzinho de novela que faz charme com cabelo enrolado "fora do padrão", um outro Cauã Reymond só que mais afetado. Ao menos sua paixão por futebol se manteve desde a infância, só que ao invés de jogar uma pelada com os amigos no campinho, ele agora joga futvôlei com o Romário na praia.

Eu sempre pensei que existia um futuro mais sujo e digno para Cascão...



Cascão tinha que ter seguido seu dom secundário com guitarras e ter começado a maior banda punk brasileira de todo o Limoeiro. Uns dreads maneiros iguais os do falecido Rodolfo cairiam bem nesse jovem que seria ativista, anárquico, skatista e, acima de tudo, um mito. Só espero que ele também não fosse tragado pela religião evangélica.


•••

Magali


A rechonchuda Magali, por incrível que pareça, tinha incríveis histórias solo dedicadas à ela e seu gato, Mingau. A burguesa era de fato um personagem meio chato quando comparado aos bastiões do bairro, como Franjinha, Bidu, Cebolinha. Sua redondância comilesca era um simples traço de seu metabolismo hormonal começando a funcionar. Ao contrário do pensamento comum, ela estava destinada a queimar todas as suas gorduras com a idade.

Agora, infelizmente, seu contato excessivo com pessoas retardadas e gatos a fez virar...


...uma "sakurazinha", termo (inventado agora) que representa uma otaku patricinha. Talvez ficar gorda e sedentária não fosse um futuro tão ruim não é? Mas infelizmente isso não se concretizou e Magali, também chamada de Maga-chan nos eventos que vai, se deixou levar pelas toquinhas e pelo suco de soja e abraçou a otakagem. Enquanto que, sim, ela está bem bonita, é uma beleza que vem com uma skin de "mongolice" e "deixa eu te morder :3?" por cima, impossibilitando qualquer ser humano normal de se aproximar dela. Apenas um padeiro fracassado conseguiu ser mais loser ainda e conquistou Magali.

Agora, no meu mundo perfeito, essa menina teria virado uma das jovens mais adoráveis do Brasil...


Mali Magalhães (o nome errado é uma piada com o nome Magali, seu retardado imbecil que julgou que eu não reviso meus textos) seguiria sua paixão por violão e felicidade e nunca mais chegaria perto de um Mupy, por mais que sua cara de "abobada feliz" desse a desconfiar de que ela cultivou cérebro. Seria uma pré-evolução de Clarice Falcão e teria um grande caminho na música pela frente.

•••

Chico Bento (Moço)


Este humilde capiau era dono de sua própria revista, já que o personagem se mostraria ainda mais burro e ignorante se interagisse com os personagens civilizados e burgueses. Não que isso fosse tão ruim, era até legal ver as histórias da roça, principalmente porque nos davam a noção de que ser caipira e viver analfabeto em meio à porcos era algo bem maneiro e relaxante (o que são imensas mentiras). Era como se o mundo do Chico vivesse em uma eterna festa junina, e eu sempre achava isso engraçado.

Agora, o que o futuro distorcido por otakus reservava para este personagem humilde e burro?


Que incrível, ele virou o meu amigo Ricardo! Só falta o óculos e a "barba" dispersa pelo pescoço.

Para quem não leu a história (fizeram bem, eu só pesquisei mesmo), Chico agora fala normal. Ele se educou tanto que a sua digievolução de criança para adolescente é.....ENTRAR NA FACULDADE! Ninguém comenta isso, mas o garanhão aí conseguiu uma bolsa em uma federal, e agora está todo feliz porque vai estudar Engenharia Agronômica (óbvio, porque caipiras só pensam em hortas, dã) longe de seus amigos e pais burros, que ainda falam como caipiras fúteis. É uma boa forma de mostrar que todos os valores do Chico antigo, como a simplicidade no campo e provar que dá pra ser feliz longe da cidade, foram jogados na vala da merda.

E quem este sapiente rapaz deveria ter virado originalmente?



Chico poderia ir sim para a cidade, mas a vivência no campo teria impresso em sua alma os princípios do bom humor e da vida relaxada. Ele iria virar um imenso comediante com sua visão simplista do mundo, aliado com suas derrapadas na língua portuguesa.

•••

Anjinho (C......C-cé..........céu...boy)


O Anjinho é um caso curioso. Já que seres místicos existiam no Mônicaverso, por que não um anjo? O problema é que, bem, eu sempre esperava que ele mostrasse ter poderes incríveis, como destruir montanhas ou abrir portais dimensionais. O foda, no entanto, é que este era apenas um moleque com asas. SÓ ISSO. Apesar de poder voar, que é algo extremamente foda, ele não fazia absolutamente nada de incrível. Nem uma espada de fogo, porra?

Agora, anjos são seres, na teoria, imortais. Então é de se esperar que eles não envelheçam, certo? Seria assim, mas até mesmo Anjinho resolveu crescer e, bem, ele virou...


C.............................................................esus do céu.

CÉU

BOY

QUEM INALOU ESPERMA POR AQUI?!?!?

CÉUBOY?!?!??!?!?

Como, o que, ele é tipo um Office Boy de Deus? Ele entrega relatórios para o Pedro da portaria? Ele leva café pro João da Contabilidade? Ele faz bolão da copa com os colegas e perde? Ele troca o filtro da água?

PORQUE ELE SE CHAMA CÉUBOY?!?!?!?!? MEUS CARALHOS INFLAMADOS, NÃO ERA PARA ELE SER JOVEM ADOLESCENTE E DESCOLADO, CACETOS??!?!

VOCÊS NUNCA VIRAM GUGU PRA VER QUE "DANI BOY" FOI A PIOR IDEIA DO MUNDO?!?!

E ELE AINDA FAZ SINALZINHO DE OTAKU, NÃAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAO!!!!!


Porra Anjinho, não dava pra você ter usado seus dons angelicais para tocar o mundo com sua bela voz? Era tão difícil assim ir no Raul Gil e ganhar contrato com uma gravadora? Por que você não virou um dos maiores ídolos gospel da TV?


•••

E é isso folkalera. Fica aqui meu lamento pelo futuro de Turma da Mônica estar nas garras ensebadas e mordidas dos otakus, que nunca deram valor para os gibis brasileiros e trataram de estragar essa incrível obra com seu universo imbecil e cheio de viadagens.

Meu deus, como eu odeio otakus, não dá nem pra fazer um post sem ter que mencionar e ainda

HEY!

HEY!

QUEM FOI O FILHO DA PUTA QUE COLOCOU ESSA FOTO AQUI??!?!?!?

ACABOU O POST, VAI EMBORA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário