terça-feira, 6 de maio de 2014

Juízes, Júri e Executores

Boa tarde meus nobres. Tudo certo?

Antes de mais nada, perdão pela ausência. Um colega aqui no trabalho entrou de férias e sou eu quem assumi parte das funções dele, então BEM tecnicamente estou trabalhando por dois aqui. De qualquer jeito, a distância dos textos diários e "obrigatórios" ajuda na inspiração pra postar quando se tem algo realmente interessante para se falar.

E vejam só, eu realmente tenho algo a discutir aqui. Como sabem, esse é mais um dos papos sérios do blog, acho que sempre dá pra perceber quando estou todo educado não é mesmo?

Outra coisa é que, provavelmente, não teremos muitas imagens aqui. A não ser que eu realmente ache algo interessante pra colocar, mas enfim, se prepare para palavras mais do que figuras (uma dica para os leitores fanfarrões que odeiam ler).


•••


Bem, galera, eu na verdade arranjei algo para falar há algumas horas atrás. Não tinha nada em mente, mas no meu tédio corriqueiro, resolvi entrar no site da Folha para ver qualquer notícia que chamasse a atenção. E li sobre um caso que já tinha verificado antes, mas que, incrivelmente, só me chocou de verdade agora.


Talvez você tenha lido sobre isso, mas vamos relembrar:

No último sábado, lá em Guarujá, essa mulher da foto de cima foi linchada e espancada por moradores de Morrinhos, comunidade onde ela vivia. A multidão de populares a atacou sobre a acusação de que ela, Fabiane Maria de Jesus, estaria raptando crianças para rituais satânicos ali nas redondezas. A moça, uma mãe de 33 anos, morreu nesta segunda-feira, na UTI.

•••

Então gente, esse foi o caso de sábado. Eu me choquei mais hoje pois vi um vídeo de um trecho do acontecido, quando a moça estava já desacordada, recebendo paulada de homens, assim como sendo arrastada por uma corda amarrada no braço pelo chão do local.

Vamos pensar um pouco, vamos?

Um BOATO, aquele mesmo tipo de informação que enche jornais de fofoca e basicamente só é dito para criar IBOPE e interesse na fonte da "notícia", foi capaz de mover uma associação de moradores à assassinar sem qualquer piedade uma moça.

Algumas informações extras? A moça tinha bipolaridade, fruto de um aborto natural que teve em sua primeira gestação. Era reclusa, com uma família que evitava de a deixar sair na rua. Uma pessoa que com certeza tinha sérios problemas e era vigiada pela família. 

ESTA menina, aparentemente, estaria raptando crianças todas as noites, fazendo rituais satânicos. Por que? Ah, isso não importa, foi o que eu ouvi falar. E Satã é ruim. Sacrifícios também. Então provavelmente essa mulher mereça apanhar, é isso aí. E sabe da maior? Não existe nenhum relato oficial de desaparecimento de crianças na região.

É difícil para mim me conformar com um caso desses. Ainda mais quando leio relatos de conhecidos que, em uma falsa posição de neutralidade, falam que, claro, foi crueldade dessa "população burra", mas, vai saber se ela tinha feito isso mesmo, então ela mereceu.


Peço perdão por colocar essa imagem um tanto forte aqui no post, mas quero deixar bem claro até onde vai uma multidão quando está sem freio.

No que parece estar virando um hábito comum, diversos casos de "justiça pública" estão ocorrendo nos últimos meses. Tem o rapaz que roubou uma loja e foi espancado/amarrado em um poste. Não sei se é o mesmo menino, mas tem também o caso do cara que foi amarrado em cima do formigueiro, já que pelo visto a galera que fez isso estava tentando recriar o conto do Negrinho do Pastoreio.

E afinal, aonde é que nós vimos algum caso de justiça pública que foi, de fato, justo? Ou humano? É claro que casos de união do POVO para derrubar governos ou sistemas corruptos são outra história, estamos falando de uma multidão de pessoas que, incumbidas com o espírito do Capitão Planeta, acham que o poder é delas, e assim o usam para JULGAR, DECIDIR e EXECUTAR casos que encontram.

 Minha galera (principalmente os fags do Punisher): JUSTIÇA não se faz com as próprias mãos. E eu falo isso queimando e muito minha língua, pois diversas vezes já achei que um bandido merecia ser castigado por aqueles a quem ele prejudicou.

Eu, particularmente, acredito em pena de morte, mas quando um caso é COMPROVADO. Ou seja: provas, um tribunal, um júri, um consenso da nação de que tal figura matou alguém.

Muitos confundem PROTESTO com REBELIÃO. O ato de protestar é quase que um dever do cidadão, que briga, até mesmo apanha, para melhorar o sistema do qual faz parte. Não se trata de destruição, e sim de revolução. Ganhar pela voz, e não pelo braço.

A rebelião, por outro lado, é a completa destruição do sistema, ou de alguma parte dele. É a máxima do pensamento: "se não dá pra mudar, é melhor acabar". É algo que, em RARAS exceções (e estamos falando de rebeliões que tinham propósitos maiores e benéficos para a população geral), é para o bem maior. Mas no nosso caso do Guarujá, foi mais um ato ignorante dos moradores.

E pelo visto, dependendo do Facebook e de seus justiceiros do mouse, essa galera que linchou a coitada poderia ser bem maior. Você entende que chamar o "pé rapado" que matou a moça de ignorante e burro, quando você, ainda assim, acha que se precisa fazer isso com ladrões, te faz um grande hipócrita babaca?

Reforço: Eu acredito que tirar uma vida é digno de uma resposta de igual tamanho. Ou seja, eu votaria na pena de morte por assassinato doloso. Mas isso é um VOTO. Eu não iria até a pessoa e o mataria. Eu não chamaria meus leitores do blog para participar de uma linchadinha em um mendigo que tem cara de quem come crianças. Eu não atiraria uma pedra em um estuprador. Isso é pra Justiça, aqueles que foram colocados naquela posição justamente para serem "parciais" e darem o direito de resposta à quem cometeu algum ato maléfico. Claro que se pode encontrar corrupção nesse meio, mas só por esse risco, nós iremos começar a julgar os crimes sozinhos? Cacete, eu não tenho nem o discernimento necessário para escolher entre 3 Pokemons iniciais, quem dirá escolher o destino de uma VIDA, tenha ela feito qualquer coisa.

Puta que pariu, olha pro rosto da moça!

Ela tá tão inchada que está irreconhecível. Aonde isso é uma resposta sensata para um BOATO?!?!

Isso deixou de ser justiça depois de alguns segundos. As pessoas estavam DESCONTANDO suas loucuras e raivas pessoais em um bode expiatório. Com certeza tinha gente que nem sabia direito o que estava acontecendo, mas julgava estar tudo bem, já que a maioria estava ali à favor.

A verdade é que a moça não precisava de rituais satânicos. Aparentemente, temos um pouco de demônio dentro de cada um de nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário