terça-feira, 19 de novembro de 2013

Adler Responde #6

Olha quem voltou! Seu quadro de perguntas e respostas favorito, ausente por uma semana inteira devido à minha preguiça. Mas agora que passamos por isso, vamos voltar com tudo e ver o quê o Ask tem de bom hoje que eu possa colher.



Peito ou bunda?
R: Mas com certeza absoluta eu digo MEU JESUS EU NÃO FAÇO IDEIA!

Cacete cara (suponho que um cara me fez a pergunta), tu me complicou deveras agora. É como um pai escolher entre dois filhos o seu favorito. Um pintor escolher entre duas obras-primas. Sei lá, vou ter que analisar tudo.

Bem, eu já tive namorada com enormes seios e namorada com uma bunda imensa, e acredite, isso não influencia tanto assim no namoro. Quero dizer, lógico que é bom que sua garota tenha esses dotes, mas não foram eles que me levaram à namorar elas, eu levo em consideração muitas outras coisas antes de pensar em peitos ou bunda.

Então minha escolha terá que ser baseada nas mulheres que eu vejo na rua, aquelas que meus olhos seguem instintivamente. E aí eu vou ser propenso muito mais à um lado. Acontece que, ainda que decotes e peitos grandes sejam o JOY da vida, aquilo que você vê se mexer e fica sorrindo igual bobo, a bunda é o chamariz do amor.

Eu tenho feito academia e sou submetido a visão tanto de decotes e seios generosos quanto traseiros volumosos, e eu tenho preferido bunda mesmo. Acho que seios grandes e que fazem *jiggle* quando se mexem não superam uma bunda redonda de perfeita e gordinha.

Enfim, é isso. E claro, usei-me aqui da minha licença para falar de forma mais atrevida e "macho", então sem mimimi de eu parecer um pedreiro escroto.


Esse final de semana foi bem turbulento pra você. O que tirou de proveito de todos os acontecimentos?
R: Bem, só pra frisar, a pessoa (que está sabendo muito da minha vida) se referiu ao final de semana retrasado, quando essa pergunta foi feita.

Olha, foi um final de semana de grandes altos e baixos. Começou com a festa de Halloween que eu e meus amigos planejamos há tempo e que finalmente se concretizou, felizmente com uma quantidade considerável de convidados e com praticamente tudo programado acontecendo.

Depois culminou no fatídico domingo onde passei por problemas pessoais lá em casa e acabei chorando feito um velho podre (inclusive, me pergunto se a pessoa já sabia desse fato quando fez a pergunta lá no Ask).

Enfim, o que restou no final de tudo isso foi a sensação de ter concretizado algo que planejei, em uma espécie de TESTE para ver se eu consigo realizar planos. Falando especificadamente da festa, pude ver amigos se esforçando bastante para me ajudar, pessoas se deslocando mais do que esperavam, amigos que estiveram comigo desde as 9 da manhã quando fui pro local até a tarde do outro dia, quando voltava esgotado para casa.

Foi um sábado incrível, com fortes emoções: uma amiga deslocou o joelho ao cair na minha frente, e eu fiquei tão chocado que tudo que pude fazer foi olhar pra ela e colocar a mão sobre o joelho, sem saber o que fazer. Então ao fim, ao ajudar ela e tals, também foi um final de semana para me aproximar de ótimos amigos, criar um vínculo especial com aqueles que ajudei e que me ajudaram.

E quanto ao domingo, aprendi que eu estou sozinho para fazer minha carreira. Não poderei contar muito com minha mãe, e muito menos com meu pai. Então vai ser uma escalada dura e difícil, da qual provavelmente não me arrependerei de fazer.


Qual sua cidade favorita?
R:
 Ah, mas eu, esse muleque sugador de achocolatado Leco de caixinha, engenheiro de Monta-Monta, ratinho de quarto, vou dizer O QUÊ?

Nem conheci tantas outras cidades assim, e acho que, mesmo se conhecesse, dificilmente as preferiria ao invés da minha linda São Paulo.

Vocês não tem ideia de como eu amo essa cidade, todo esse caos urbano ao qual somos submetidos. A selva de pedra, as artérias entupidas de carros e fumaça, os parques e árvores enjaulados em meio ao concreto quente e desumano. Puta merda, eu não troco esse pedaço de terra por nada!

Nada supera a visão dos prédios que eu tenho do meu quarto, da sacada aqui do trabalho, de vários lugares diferentes. Por mais que eu more na zona mais "feia" de São Paulo, ainda consigo amar pra caramba essa merda.


Você tem medo de alguma pessoa?
R: Na verdade, eu tenho medo de PESSOAS, em geral.

Eu não acredito em fantasmas, espíritos e assombrações. São legais ali na tela do filme, me fazendo cagar de medo e tals, mas não levo esse pavor comigo para o mundo real, tanto é que dificilmente eu tenho receio de andar no escuro lá em casa, com tudo apagado.

O problema mesmo são as PESSOAS. Eu tenho MUITO medo do quê essa raça tão mortal possa fazer comigo, sem brincadeira. Pode parecer paranoia (e acho que na verdade é só precaução), mas por TODO LUGAR QUE EU ANDO, eu sempre penso em como alguém me mataria ali. Um bandido me atacando por trás, um carro desgovernado, até mesmo fico confabulando e simulando na minha cabeça como seria se um avião comercial se chocasse com os prédios ao meu redor, como isso me atingiria.

Enfim, eu tenho medo sim, não de ninguém em específico, mas do potencial que todos ao meu redor tem de acabar com a minha vida, e em pouco tempo. É mais assustador ainda quando você se toca que muitos dos assassinatos de hoje em dia são assim: babacas de tão repentinos que são, sem avisar, sem justificar, só acontecem. Famílias, amizades e namoros que são desfeitos em um piscar de olhos, e só porquê alguém cochilou por 3 segundos no volante, por exemplo. Triste pensar nisso.


Sobre oq os homens conversam quando ñ tem nenhuma menina por perto?
R: HA, VOCÊS NUNCA VÃO SABER.

Na verdade a gente discute sobre antropoformismo e impressões digitais, comparando os dois temas, analisando a alma de cada um. Normalmente damos as mãos para falar disso, mas alguns são mais rebeldes e usam luvas.

Mas isso no verão. No resto do ano montamos o mapa astral um do outro enquanto escutamos Kenny G, além de dividirmos pacotes de Club Social de pizza.


Alguma vez já te disseram que você é ligeiramente parecido com o Chandler de Friends?Concorda?Discorda?
R: Hmmmmmmmmmmmmmm, quem é o Chandler mesmo?
Nah, to brincando. E isso prova que sim, eu sou parecido com ele. Quer dizer, vocês estão falando fisicamente ou na personalidade? Ou ambos?

Se for na personalidade eu concordo 100%, e sou suspeito para concordar porquê ele é meu personagem favorito, então eu ainda fico meio bobo, rosa e de forma estrelar quando me comparam com ele.

Engraçado ele namorar a Monica, sendo a minha namorada exatamente econômica, neurótica (mais pra estressada no meu caso) e que odeia perder, hehe :p

E o mais foda é que eu só fui perceber exatamente como o Chandler é quando eu já era parecido com ele fazia anos. Eu nunca percebi como ele era sempre o mais sarcástico, que gosta de rir de si mesmo, que transforma todas suas tragédias em alguma piada, de alguma forma. Bacana isso aí, até os nomes são escrotamente iguais.


Qual sua bebida preferida para se matar a sede? (Pergunta do próprio Ask)
R: AHN.....eu não faço ideia. Hoje to meio idiota né? Sem saber responder nada.

Ok, então vou tomar partido e dizer que é X-TAPA. Porra, suco muito bom, principalmente se for cítrico. Tem aquele gostinho preso na garganta, gelado ele fica mais divino ainda, e é facilmente encontrado no meio da rua, então sem dúvidas ele é quem sempre me salva da sede.

Nenhum comentário:

Postar um comentário