quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Tapa buraco: 5 motivos para você me odiar

HOHOHO, o peru chegou #instatioengraçado

Tudo bem champeões?

Hoje, normalmente, teríamos mais um Festinhas, mas como detesto esse quadro estou sem fotos no momento, irei tapar essa lacuna com uma ideia interessante que tive já faz uns dias.

Bem, modéstia à parte, mas muita gente curtiu o blog quando o leu. Ou se identificaram com a maluquice jirobótica que é meu senso de humor, ou gostaram de como eu escrevo, ou curtiram só porquê são amigos do Facebook.

De qualquer forma, acho que, se eu já tenho uma "fanbase", acho que já tá na hora de eu ter "haters" também né? Então bora lá, o post de hoje vai te ajudar a me detestar :)




Motivo N°5: Acho a série "Katamari" uma das coisas mais ridículas e escrotas já feitas na vida.

É isso aí mesmo. Bem, é um jogo bem específico. Pode não te afetar TANTO, por isso que é o quinto lugar.

Mas odeio, sim. Desde que vi um clip sobre esse jogo na antiga (e dourada) PlayTV, mais especificadamente no Playhits (acho que era esse o nome). E sim, eu cheguei a jogar essa jiromba. Inclusive, eu não teria como odiar tanto se não soubesse como é o gameplay desse jogo.

Sério, guys. O quê esse jogo tem? Porquê esse amor todo?

Até entendo alguém achar o visual "bonitinho", afinal, gosto artístico sempre varia. Mas o JOGO em si é basicamente rodar essa bola colante por uma fase whatever, coletar um número X de itens e, no final da fase, usar todos os objetos coletados para criar uma estrela. PLIN, lindo e mágico.


Mas que estupidez, meu deus. Tem pessoas que chegam para mim tentando justificar esse jogo com argumentos como: "mas poxa, sua bola fica enorme e pode começar a pegar prédios, montanhas, fica IMENSA!".

Realmente, desde que eu saí do Jardim de Infância, meu sonho era fazer uma bola que gruda e formar uma MASSOBOLA de coisas, só pra...bem, só pra fazer mesmo.

Não adianta. Acho um gameplay ridículo, detesto lindamente os personagens e odeio ainda mais essa paixão febril que pessoas têm pelo jogo.


Motivo N°4: Odeio, odiei e sempre odiarei a série "God of War".

Olha aí, o papo agora vai ficando mais sério. E mais sério MESMO, isso aqui é puro ódio.

Primeiramente, eu tenho CERTEZA que os três jogos devem ser maravilhosos, eu já cansei de ver pessoas o jogando. Sei que é bonito, sei que é bem feito, sei que é um divisor de águas, sei que redefiniu o hack'n slash. Sei de tudo isso, obrigado.

Mas o MEU PROBLEMA é o Kratos, este simpático senhor que, com sua ira, destrói o Panteão de deuses mais fodas da história, e foda-se as consequências. O jogo poderia ter QUALQUER protagonista. Eu aceitaria, por exemplo, que fosse o Crash (aquele outro personagem de videogame sabe? Inclusive, já falei que também odeio Crash? Não? Então fica como bônus aí) matando górgonas e hidras. Sim, amigos, eu conheço mitologia grega. Não sou nenhum Dr. Sacudo nesse assunto, mas tenho uma paixão incrível pela mitologia. E é justamente essa paixão que me impede de curtir uma série de jogos que usa um protagonista IGNORANTE, MACHÃO, IMBECIL e sem NENHUMA SIMPATIA para matar os deuses que eu tanto admiro e amo.

E simplesmente foda-se o fato de Zeus ter fodido o Kratos e whatever. Zeus fode (de todas as maneiras) todos os mortais, desde que Gaia é Gaia. Eu SEI disso, mas não quero ACABAR COM O MUNDO por causa de uma vingança. Não chega a ser ridículo? Sei que, pra massa jovem popular, foda-se a história de GOW, o "maneiro" é "comer as vadia do barco, matá os demônio fdp e matá o viado do cara dos raio". Mas, população gamer tr00, que curte histórias, que sabe que GTA é mais do que "tiro tiro, fode fode, rouba rouba". Vocês, colegas, realmente acham a HISTÓRIA desse imbecil algo legal? Vocês chegam no final de GOW 3 e conseguem ter orgulho de matar OS DEUSES GREGOS? Cara, tu matou O HÉRCULES, PORRA!

Você matou esse cara maneiro e gente boa, parabéns.

É praticamente dizer que BULLIES estão corretos. Sério, vocês não enxergam que o Kratos é o valentão do Olimpo? Vocês realmente gostam que um valentão queime a sua mitologia tão sagrada?

Simplesmente não entendo.


Motivo N°3: Eu nunca tive um SNES, por isso eu simplesmente estou cagando para 95% dos jogos dele.

Essa foi direto no miocárdio. É, amigos, infelizmente eu tenho 19 anos. Assim, eu tinha idade boa para videogames apenas em 2000, quando eu tinha 6 anos. Ou seja, quando já tínhamos o REI Playstation para todos governar.

Eu não o acho um videogame ruim não. Eu entendo a paixão por ele, é a mesma coisa que nutro pelo PS1, sem tirar nem por.

Por isso mesmo que, vejam só, eu consigo detestar todos os jogos dessa era que eu TENTO jogar. Vou dizer que só DK e uns outros 3 jogos conseguem se salvar, e OLHE LÁ.

Super Mario World? Acho chato demais. Metroid? Enjoativo. Street Fighter 2? Facilmente superado.

So much fucks I don't give

Entenda: a maioria desses elogios que as pessoas dão aos jogos do Super Nintendo são baseados em grande parte por nostalgia e emoção, não são elogios concretos, reais. Eu mesmo sei disso. Depois de muito tempo, esse ano resolvi voltar a jogar meu PsOne, esquecido, miúdo. Coloquei Army Men: Sarge Heroes, o meu favorito da série, e, olha só: ele é uma merda. Quer dizer, dá pra jogar fácil, mas não é tudo aquilo que era na minha cabeça. Mesma coisa 102 Dálmatas, que essa semana tive o desprazer de concluir que, na verdade, era bem bobo e alegre.

Então não se ofenda TANTO com esse meu desprezo pelo seu videogame favorito, acontece que ele NUNCA foi mágico pra mim, então não vai ser agora que o amarei.

E ficamos assim: eu fico detestando os jogos de Super Nintendo daqui e você fica detestando os jogos de Nintendo 64 daí.


Motivo N°2: Acho a trilogia "Batman", de Christopher Nolan, excelentes filmes. Mas, como adaptação do personagem, acho uma das piores possíveis.

Essa fez o John Henry, meu amigo batboy, cuspir batarangs para o teto.

Vamos falar então, né? Eu vou tentar explicar meus motivos, que acho bem justos, para falar a verdade.

Como disse no título, a trilogia feita pelo Nolan é MUITO BOA MESMO. Os filmes, como filmes policiais, são incríveis. As ligações entre os filmes, as frases, a psicologia (forte no Dark Knight), o nível de roteiro. É tudo maravilhoso, e o último filme me fez aplaudir, quase chorando, os créditos.

É, valeu a pena eu ter ido. Porém, eu só consegui gostar desses filmes porquê exclui o herói-título da minha cabeça. Só assim eu consigo considerar esses filmes como excelentes. Então, entenda: eu gosto dessa Gotham, eu gosto dos vilões (sempre dá pra gostar de vilões), eu gosto dos coadjuvantes, eu gosto, praticamente, de TODO O FILME, menos da parte onde ele tem que ser focado: aquela MERDA de herói.

É. Eu já falei umas mil vezes no Facebook, mas nunca mencionei aqui, então vamos recapitular: Christian Bale, aquela boga, não foi um bom Batman. Ele não É um bom Batman. Dificilmente ele será, um dia, um bom Batman.

E não tem como me convencer do contrário. O Batman que ele entrega é simplesmente um homem das cavernas, vestido de preto, com bugigangas legais, que gosta de caçar caras maus. Porquê, como eu disse LÁAAAA no passado, o meu Batman definitivo é o do desenho animado da Warner. Ele é detetive, silencioso, praticamente nunca grita, convence sem precisar usar a força, é um guerreiro equilibrado, consegue me fazer acreditar que sua personalidade real é a do herói.

Aqui, neste herói de MERDA do filme, não. Ele não é, em porra de momento nenhum, um detetive. Erro um, pois o título do Cavaleiro das Trevas é "O MAIOR DETETIVE DO MUNDO", e não um headbanger playboy. O Batman desses filmes consegue ser a pior adaptação de um herói que eu já vi. Até Blade (FILMÕES) supera. Vou te dizer que até o Hal Jordan babaca do Ryan Reynolds faz mais sentido do quê um Batman que FICA ROUCO E GRITA.

POR

FUCKING

QUÊ

?

O medo que ele deveria instigar no coração dos homens cruéis é através de sua figura, de seu semblante, de seu mistério, das sombras. E NÃO DE UM GRITO CHEIO DE CUSPE VOANDO. Sério, não tentem achar motivo para eu estar errado, vocês sabem que é verdade.

Essa cena tá muito calma, preciso de um gritinho.


Motivo N°1: Nunca gostei de Beatles.

O campeão. Sem dúvida, o motivo por qual 90% dos garotos "indies" vão deixar de acessar o blog. Pode ir embora já se quiser, eu sei que não vai voltar mais aqui.

Mas de qualquer jeito, tenho que tentar explicar né.

Bem, THE BEATLES. Os reis do Ié Ié Ié, segundo o Fantástico. A maior banda da história. Milhões de fãs, músicas que te fazem derreter, magia pura em forma de som, ACROSS THE UNIVERSE.

Bem, é, eu não curto não, obrigado. Sim, eu não ouvi 10% das músicas deles. Ahn? Ah, sim, eu também não sei a história deles, bom ter lembrado. E por fim, sim, eu não tenho nenhum interesse em ouvir suas músicas.

É uma banda que, como muitas outras, estão nulas na minha vida. Não fedem nem cheiram. Vão passar pela minha vida mas eu nunca as levarei comigo.

Pra chocar mais, eu com certeza prefiro ouvir Gorillaz ao invés deles, tamanha a heresia. Acho que já magoei muitos né? Vou acabar por aqui mesmo.

Como assim você não nos adora com sua alma?



E por fim, não se esqueça de me xingar no Twitter (@sem_grillo), me bloquear no Facebook (facebook.com/thoradlerr) e me denunciar no Youtube (SemGrillo). E claro, mande seus spams para adler.thomaz@gmail.com

Até nunca mais :)

Um comentário:

  1. Tb não gosto de beatles heheh E tenho 29 anos :p hehehe

    www.palitosnerds.blogspot.com

    ResponderExcluir