quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Desafio dos 40 Jogos - N°5 - Melhor trilha sonora de um jogo

Fala meninada, to de volta pro quadro que mais demonstra minha meninice em videogames. Fazer o quê, não joguei MUITOS jogos na minha vida, mas amei uns 90% dos que joguei.

Enfim, hoje o desafio veio me INDAGAR quem teria a MELHOR TRILHA SONORA. Vocês podem achar que é Donkey Kong Country, God of War (odeioessamerdadejogo.com) ou Shadow of the Colossus, mas a trilha sonora que mais marcou minha vida, na verdade AS trilhas, sempre foram as da Capcom em seus jogos de luta. Sabe as músicas de tela de seleção de personagem? Ou as músicas temáticas de cada fase? São de longe as que eu mais amo. Então, pra elucidar esse ponto, escolhi o jogo da empresa que, talvez, tenha o maior número de músicas já amadas por um Adler na vida. Estou falando, meu menino sabichão, de MARVEL SUPER HEROES




Por mais que o foco desse post não seja o JOGO em si, preciso falar um pouquinho dele né?

Esse aqui é um jogo de luta, um clássico do Play1 (além de Arcades e Saturn) que, pelo que eu lembre, foi a segunda obra da parceria Capcom-Marvel, sendo a primeira outro jogão, "X-Men: Children of the Atom".

Seguindo os passos do último jogo, temos aqui um design de personagens/fases excelente, com cores gritantes e efeitos sonoros dignos de uma Capcom. A "trama" do jogo envolve a busca dos heróis da Marvel pelas Gemas do Infinito, ou seja, bater de frente com Thanos, o titã louco que, por acaso, é o boss final.

Elogios (e muitos) à parte, vamos para o que interessa. Em alguns jogos é comum você ter THAT SONG, aquela que te desperta para um novo nível de divindade. Temos a trilha eletrizante da fase "Wily Castle" em Mega Man 2, a saudosa música de "Green Hill Zone" de Sonic, a belíssima "Aquatic Ambiance" que sempre toca nas fases subaquáticas de Donkey Kong Country. Enfim, você sabe do que eu estou falando. Mas acontece que em Marvel Super Heroes, praticamente TODA TELA tem uma dessas trilhas memoráveis. Vamos falar delas aqui.


A abertura do jogo já te dá um minúsculo preview de como as músicas dali pra frente vão gravar no código-fonte do seu coração.html




Uma das mais animantes, dá gosto lutar nesse andaime em plena Nova York ao som de uma trilha dessas.




O que poderia deixar uma luta em cima de um trem mais eletrizante? Essa música, com certeza. Tudo isso, junto com o fato de estarmos vendo a Psylocke e toda a sua pernância, só faz dessa fase algo melhor.


Os vilões também tem sua vez nesse jogo, e a fase do Fanático é uma das mais bacanas. Você sente a aflição de estar lutando contra essa MASSA DE MÚSCULO só de ouvir a música.


Meu amigo, o sub-boss desse jogo era ninguém menos que Dr.Doom, o maior vilão de jogos da Marvel. A fase dele era absurda de animal, pois a batalha rolada dentro de um submarino com teto de vidro. Dava pra ver todo o oceano por debaixo, isso quando tu não estava fugindo da apelação desse pulha. E a música te passa toda a sensação de estar submerso e estar em perigo.
Essa trilha bem maneira e com clima de máquinas funcionando só poderia ser do Toninho, nosso mecânico com coração de ferro. O personagem era um dos melhores no jogo, e essa música fazia o ato de enfrentar ele ser mais prazeroso.


Essa sim, porra! A trilha perfeita pro herói, sem ficar cafona, sem muito patriotismo, mas te dando a ideia de um embate cheio de ação. É agitada e cai como uma luva na fase pós-apocalíptica do Capitão


E para finalizar, meus comparsas, deixo com vocês a melhor música desse jogo. Não foi nem a fase tecnológica do Toninho Stark ou o bizarro parque de diversões do Hulk que ganhou meu coração. Não, meus colegas. Foi o ÉPICO combate na ponte, com essas cataratas ao fundo, peixes pulando, a ponte quebrando depois do segundo round e o CARCAJU querendo te fatiar que, ao som dessa MÚSICA DO CARALHO, DO CARALHO, leva o prêmio de melhor música de um videogame. Eu espero que, quando o mundo acabar, e eu estiver vivo, eu possa escolher essa trilha como tema do Apocalypse.

Até mais :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário