sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Especial Festinhas do Adler 1: Yaba Daba DWHAT THE HELL?!?!?

AHÁ!

EU DISSE QUE FARIA ESSE QUADRO, E FIZ. SEM ENROLAÇÃO, PÉ NA TÁBUA, OU MELHOR, NO CHÃO!!!
Olá meu amor, bem-vindo ao quadro novo!
Er...não pisa no carpete novo, ok?
Vem comigo e deleite-se HOHOHO!

E para começar com estilo, vamos entrar nas nossas lambretas do tempo (Padrinhos Mágicos saudades) e dar ré até os anais (limpos) de 1995. É um ano legal: Brasil tá saboreando a tetracidade de ser campeão do mundo, Senna tinha acabado de ganhar o GP dos Céus, Mamonas ainda estavam assassinando multidões e Toy Story, que tinha acabado de estrear, tava esperando eu completar 4 anos de idade para virar o filme da minha vida.


WELL, para onde vamos agora que estamos aqui? Que tal passar na banca e comprar aquela Ação Games que dá o detonado de Donkey Kong Country 2? Ou sintonizar na Globo e ver o último Trapalhões ever?
SE CONCENTRE, estamos aqui pelo meu aniversário. Assim, bora pro BUFFET!

Puta merda, BUFFETS! Quem nunca teve festa em um? ...ah, sim, perdão ):

Anyway, um salão feito por mestres da diversão. Sério, a tecnologia pro-criança nessa época estava em sua Era de Ouro. Arcades, piscina de bolinhas, gira-gira (PORRA EU TINHA UM GIRA-GIRA NA MINHA FESTA). O supra sumo do regozijo infantil.

Meus pais, lordes da criatividade, resolveram dar um tema pra festa. Puta merda, tu já tá imaginando né? Power Rangers.....melhor, Rei Leão! Putz, ou ainda Batman Forever!!!

NÃO.

Oi, sou a Betty e quero morrer :)



Meu tema geriátrico foi FLINTSTONES. Provavelmente por que ainda engatinhava, e só alguém da idade da pedra para fazer isso.

O que podemos dizer? Eu não tinha escolha right? Inclusive, eu nem lembro da decoração da festa. Minhas poucas memórias envolvem fliperama e bolo.

AH É, vocês ainda nem viram o príncipe da festa né? Então ai está, ladies, o senhor das pedras:


Olá meu amigo. Sou o bebê mais loiro e cabeçudo que já viu.

Após se recuperarem do choque que é ver ESTA CABEÇA SÓ PODE ESTAR QUEBRADA, É DE MAIS DE 8000!, voltemos ao assunto.

Bem, nós temos essa mesa enorme, mas, eu disse ENORME, com os personagens dos Flintstones. Apesar de algumas trocas de cores (Vilma loira? WHAT?) meio bizarras (Não sei se tem foto, mas juro que o Dino era BRANCO), os bonecos até que eram bem feitos. Tinha o carro deles até. Deve ter ido uma bela graninha nisso.

Mas, convenhamos, eu merecia. Era o primeiro filho do jovem casal Ferreira Thomaz. Em uma virada do destino, era loiro feito Hórus. Como não dar uma festa para ele?

Bem, e ai nós seguimos com a festa. Convidados ilustres como vizinhos, primos, meu irmão mais velho <3. Era um misto de desconhecidos com pessoas muito carinhosas.

Como um bom anfitrião, chamei todas pra dar uma volta no meu possante, um Giradus G, último modelo.

Cola aí sangue-bom, vamo dá rolê por Bedrock descalço só de zoa.


A noite segue com muita azaração e folia. Meu pai se acaba nos fliperamas com meu tio. Minha mãe se acaba nas conversas com minha madrinha. Meu irmão se acaba COMIGO na piscina de bolinhas. Sério, que momento mais bacana era entrar nesta jaula colorida recheada de ar GELADO e esferas feitas de risos (duvida? era só você se espalhar por elas que os risos vinham).


Aqui é a diretoria, certo?

É engraçado que, na época, a escassez de Sony Vegas, computadores e bom-senso fez os meus pais optarem por um serviço pago de filmagem. Não só filmagem: filmagem em VHS, com EFEITOS ESPECIAIS.

Agora, muito foco nesses EFEITOS.

Eu tenho essa fita, e espero um dia recuperá-la o suficiente para postar seu conteúdo na web, mas no momento terão que se contentar com minha descrição.

Um dos efeitos era ESPELHAR o video. Ou seja, a tela ficava dividida em duas, cada lado simétrico com o outro. E isso gerou momentos curiosos e, por que não, filosóficos:
 Nós vemos DOIS pais com seus filhos no mesmo gira-gira. DOIS Adlers, retirando o foco de seus olhos com seus glóbulos cranianos. Em um certo momento, tomados por uma fúria sem igual, os pais gêmeos resolvem se livrar de sua cria. Sabendo da teoria de que, se você vai para um Universo paralelo e toca à si mesmo naquela realidade, a existência explode, meus pais (?) resolvem arremessar um filho no outro, girando o gira-gira de uma forma que apenas Odin explicaria, fazendo os dois bebês loiros se chocarem e SUMIREM DA TERRA.

Curioso não?

Bem, eu não lembro de presentes exatamente. Não duvido que eu tenha ganho pelúcias diversas (eu tinha um Panda da Parmalat que era meu melhor amigo /: ), roupas com cheiro de alegria, sorrisos e beijos.

E, quando eu assistia essa festa pela fita (unica forma possível de lembrar da festa), me batia uma estranha saudade, saudade de um evento do qual nem lembro direito, mas, pelas filmagens, era evidentemente um ato de amor enorme. Apesar da brincadeira, eu gosto muito dessa festa, assim como gosto muito das pessoas que estiveram lá. Isso, meus amigos, é um post-it ETERNO no meu coração :)
Falou galera, voltem sempre!!!







E enfim, essa foi a primeira parte do especial festinhas. Esperem por mais na segunda-feira, onde trarei mais aventuras nostálgicas do Adlerito.

Um abraço e bom final de semana o/


Nenhum comentário:

Postar um comentário