segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Breaking Dad

Adler e seu poder de juntar dois temas bem marcantes do seu dia de forma que eles combinem em tudo, e criem um belo post.

(Anotação nº1: Tentarei instaurar um padrão aos post, nada muito regrado e sério. Vou apenas dividir o texto para que fique claro o que é a introdução inocente e curta e o que é o texto e o tema proposto de fato.)

(Anotação nº2: DEFATO está oficializado como minha palavra própria, minha marca para textos. Então que fique claro que eu não sou burro e que eu SEI escrever.)

(Anotação nº3: Adler rocks, só para constar)
---------------------------------------------------------------------------------------------


 Sabem quando seu nariz está bem seco e aquelas casquinhas se formam em suas paredes? Pois então, eu assinei o Netflix. Muito por causa de Breaking Bad, outro muito por causa de Hey Arnold, mas admito que a LASQUINHA de nostalgia que eu desejava não se cumpriu exatamente: Achei seriamente que eles teriam Medabots e Beyblade clássicos.
 O primeiro não tem nem sinal, já o segundo tem aquela temporada com o time clássico mas com desenho atualizado, com aquela trama mais diferente, nada lembrando a famosa saga do torneio mundial (era mundial?) de Beyblades. Saga essa que me lembra a FAMOSA saga do torneio mundial (era mundial?) do Medabots. 
 Enfim, eu acho que nem todos os Regular Shows, Adventure Times, Gumballs, MADs e Novos Looney Tunes do MUNDO vão compensar a falta que faz a FOX KIDS. Mas isso fica pra outro post, eu ainda to no CARALHO da introdução e já pareço o Pedro Bial, divagando sobre bola de futebol, embola no foot, esse pé, que é, se não quer, uma divergência do Sol. Sol redondo, rola no pé, meio dia na Sé, com filtro solar, bola rolar, rolar o Sol, no país do Futebol. Vem rolar aqui fora Serginho!!! *música de eliminação*
---------------------------------------------------------------------------------------------


Com MIL cristais, Mr. White!!!

YES SCIENCE!

Porra caras, porras cara: eu estou MALUCO pela série Breaking Bad (já que muitos curtiram a tradução de Man of Steel, farei a desta tambem. Breaking Bad - O bréque ruim)


THIS ADLER IS ON FIREEEEEEEEEEEEEEEEEEE.

Eu assinei o Netflix SÓ por ela D:

É muita ação FODA pra um seriado só. QUEM não torce pro Senhor Branco arrebentar um drogado na pancada? Ninguem, já que ele tem câncer e teria um ataque de tosse por isso, o que só ENFODECE AINDA MAIS a série!

Mas foi difícil ver MUITO da série nesse final de semana, já que rolou o DIA DOS PAIS. Evento famoso na Bíblia. Dia onde os homenageados só querem, como diz o dia e o trocadilho, PAZ.

Mas o meu não. Esse quis seus CINCO filhos, duas noras e esposa todos juntos, apertados, se amando, nem que seja à força. Admiro sua paciência, já que ele poderia recorrer PA CIÊNCIA e ter tido apenas um filho mesmo.

 Não tava bom só um não? O Mr. White tem um só e já precisa cozinhar metanfetamina só pra sustentar as contas da casa. Imagina agora que sua esposa está grávida.
 Esposa do Mr. White? Esposa do seu pai? Você tá falando de quem?
 De qualquer uma das duas, na verdade. Terei um quinto irmão, e a Skyler (esposa do Señor Blanco) terá seu segundo rebento. Dificuldade para ambos, eu suponho.
 Espero que meu pai não precise traficar para sobreviver.


QUER DIZER...se ele tambem explodir o escritório de um traficante fodão com apenas uma pedra (mercúrio fulminante), roubar do mesmo 75 mil dólares e sair do local com RESPEITO, aí eu até aceito viver o reality show do programa.

Mtv presents: My sweet sixteen.....children.


Olha, a série tá acabando AGORA, então você aí em cima do seu hoverboard provavelmente vai ter que sintonizar no TCM pra acompanhar a série, que passa depois de Walking Dead. Aí você faz o combo: quando estiver MORTO de ANDAR, QUEBRE RUIM!

Nenhum comentário:

Postar um comentário